Frigidez: o que significa? como surge?

O que é frigidez?

Normalmente a palavra é utilizada para designar, vulgarmente, uma mulher frígida. Ou seja, uma mulher fria. O significado de frigidez é a diminuição acentuada ou perda total do interesse sexual (libido). A classificação psiquiátrica moderna considera a frigidez como um transtorno da excitação sexual feminina. Cerca de 30% das queixas em consultórios são sobre a falta de prazer na hora do sexo.

Mulher curtindo uma "frigidez" sob a Neve
Mulher curtindo uma “frigidez” sob a Neve

A frigidez pode ser dividida em duas partes:

  •         Frigidez Total: é quando não existe nenhum tipo de excitação sexual. Não há reação diante do estímulo sexual, não há a lubrificação e consequentemente também não há o prazer.
  •         Frigidez Parcial: é quando a mulher tem dificuldade, mas ainda consegue se excitar.  Com muito custo é capaz de chegar ao clímax (ou orgasmo). Essa é a mais comum dentre as duas formas.

A resposta sexual feminina é caracterizada pelo trinômio: desejo, excitação e orgasmo. Geralmente um bloqueio psicológico pode obstruir qualquer uma dessas etapas.

Quando o bloqueio surge na fase do desejo, podemos classificar como falta de desejo ou falta de libido. Quando ele age na fase da excitação, acaba prejudicando todo o processo sexual, pois vai alterar a lubrificação genital. Quando acontece na última fase, a orgástica, podemos considerar como uma anorgasmia feminina (dificuldade de atingir o orgasmo).

Como a frigidez se origina?

Ela pode ter duas origens. A primeira é por alterações hormonais (redução nos índices de estrogênio). No período que antecede a menopausa o interesse da mulher se altera por causa das mudanças hormonais que acontecem nesse período (o climatério). No período pós parto, a libido também é diminuída com o aumento da prolactina, que inibe a ação da serotonina responsável pela sensação de bom humor e saciedade e atividade sexual.

A segunda  forma com que a frigidez pode surgir é por razões psicológicas ou comportamentais. Uma das recorrências comuns da perda do interesse sexual se origina na baixa autoestima. As críticas recebidas do parceiro, falta de carinho, traição, pode fazer com que a mulher perca a vontade de ceder o corpo para o sexo.

Problemas hormonais, ginecológicos, estresse e a depressão também fazem a mulher perder o interesse sexual.

 

Como combater?

Nas fases de diminuição do estrogênio, é indicado a procura de um ginecologista para fazer o tratamento com a administração de suplementos deste hormônio.

Se o que impede de sentir prazer for de razão psicológica ou comportamental é aconselhável procurar a ajuda de um sexólogo ou psicólogo. Assim o real motivo do bloqueio pode ser descoberto e combatido.

A prática do pompoarismo também é indicada pois ajuda tanto no lado físico de fortalecimento dos músculos da vagina como também psicologicamente. Acaba melhorando a autoestima e autoconfiança.